Vídeos do Vitória

1 de setembro de 2010

Vitória envolve no segundo tempo o campeão da Copa Libertadores, não aproveita as chances e empata sem gols no Barradão

Vitória x InternacionalVitória envolve no segundo tempo o campeão da Copa Libertadores, não aproveita as chances e empata sem gols no Barradão

O Vitória foi vibrante e envolvente no segundo tempo, quando encurralou o campeão da Copa Libertadores. Mas as chances criadas não foram transformadas em gols e o árbitro paulista Cléber Welington Abade deixou de assinalar um pênalti com o defensor do time gaúcho metendo a mão na bola.

O empate de 0 a 0 na noite desta quarta-feira, no Barradão, interrompeu a seqüência de triunfos sobre o Internacional. Nos anos de 2008 e 2009, o rubro-negro ganhou pelo placar de 2 a 0 jogando no Barradão.

No primeiro tempo, o Inter foi mais aguerrido, marcou forte e parou no goleiro Viáfara que, em noite inspirada, evitou o gol adversário em três oportunidades.

Na volta do intervalo, o Vitória veio com mais vontade e passou a jogar. Pressionou o Internacional, a arriscou mais jogadas ofensivas, sem sofrer perigo defensivamente, mas não balançou as redes do gol de Renan.

O Vitória fecha o primeiro turno do Campeonato Brasileiro da Série A contra o Atlético (GO), no Serra Dourada, neste domingo, às 18h30. Os times já se enfrentaram neste ano, pelas semifinais da Copa do Brasil. O rubro-negro perdeu por 1 x 0, em Goiânia, e depois goleou por 4 x 0, no Barradão, passando para a final.

O Internacional começou o jogo marcando forte, não deixando o Vitória tocar na bola e parando o jogo com faltas. Os atacantes Leandro Damião e Rafael Sóbis se revezavam na marcação, dificultando a saída de bola do rubro-negro.

A primeira boa chance do Internacional veio com Tinga. Ele ganhou a disputa de bola na grande área e tocou para fora por cima do Viáfara. O Inter tinha mais posse da bola e passou a chegar com mais freqüência ao ataque. Foi então que o goleiro colombiano começou a se destacar na partida. Tinga, arriscando de fora da área, obrigou Viáfara a espalmar a bola para escanteio.

Na jogada seguinte, o goleiro fez uma grande e corajosa defesa. Tinga lançou Giuliano na grande área. Ele ajeitou de cabeça para Leandro Damião, que fechava na marca do pênalti, e Viafara se atirou nos pés do atacante.

A primeira boa descida do Vitória ao ataque foi em uma boa jogada de Júnior e Elkeson que culminou no arremate de Eduardo. Júnior dominou a bola e rolou para Elkeson. Ele avançou do meio-campo, encarou a marcação e serviu para Eduardo, livre, bater com força. Índio interceptou a bola.

Antes do fim do primeiro tempo, Júnior ainda teve uma oportunidade de colocar o Vitória à frente. Chutando de fora da área, ele mandou ao lado da trave direita de Renan.

Se no primeiro tempo o Internacional assustou, o segundo foi de supremacia rubro-negra. Com menos de cinco minutos, o Vitória já havia ameaçado Renan em duas oportunidades.

Primeiro, Elkeson roubou uma bola no meio-campo e tocou para Júnior. O camisa 9 invadiu a área e chutou cruzado. Renan tirou com os pés. Depois, Júnior tabelou com Henrique e recebeu na entrada da grande área. Desta vez, Renan torceu para a bola não entrar. Ela raspou sua trave direita.

Com mais posse da bola e volume de jogo, parecia que o gol seria questão de tempo. Em outra boa trama iniciada no meio-campo, Bida deu lindo passe para Henrique dominar, avançar em velocidade e chutar forte. Renan espalmou para escanteio.

Bida e Junior infernizavam a defesa colorada e após escanteio cobrando na esquerda, Bida recolocou a bola na grande área e Júnior subiu mais que Sorondo para testar com perigo ao ângulo direito de Renan.

A pressão aumentava e o gol não saía. Toninho Cecílio tirou Egidio, deslocou Eduardo para lateral-esquerda e colocou o volante Ricardo Conceição para atuar como ala pela direita. O time ficou mais ofensivo. Não satisfeito, o técnico ainda colocou mais dois atacantes – Adailton e Renan Oliveira – e o rubro-negro continuou sufocando o campeão da Libertadores. Pena que a bola não quis entrar.

VITÓRIA 0 X 0 INTER (RS)
Data: 1º/09/2010
Estádio: Manoel Barradas
Cidade: Salvador (BA)
Hora: 19h30
Renda: R$ 102.845,00
Público: 8.040 pagantes
Gol:
Árbitro: Cléber Welington Abade (SP)
Assistentes: 1 – João Bourgalber Nobre Chaves (SP); 2 – Herman Brumel Vani (SP)
Cartão amarelo: Vanderson, Bida e Eduardo (Vitória) Wilson Mathias (Internacional)
Expulsões: não houve.

Vitória: Viáfara; Eduardo, Wallace, Anderson Martins e Egidio (Kleber Pereira); Vanderson, Ricardo Conceição, Bida e Elkeson (Renan Oliveira); Henrique(Adailton) e Júnior. Técnico: Toninho Cecílio.

Internacional: Renan; Nei, Índio, Sorondo e Kléber; Wilson Mathias (Derlei), Tinga (Marquinhos), Glaydson e Giuliano (Andrezinho); Leandro Damião e Rafael Sobis. Técnico: Celso Roth.

http://www.ecvitoria.com.br/site/noticias/detalhe.jsp?CId=13853

Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário

GloboEsporte - Vitória

Marketing ECVitória

UOL Esporte - Vitória

LeãodaBarra.com

GazetaEsportiva.net - Vitória

Terra Esportes - Vitória

Fanáticos por Futebol - Vitória

ESPN.com.br - Vitória

iG Esportes - Vitória

Links

FutebolBahiano.com

FutebolBaiano.net

BahiaNotícias - Esportes

iBahia - Esportes

Itapoan On-LINE - Esportes

Aratu Online - Esportes

A Tarde On Line - Esporte

Correio* - Esportes

Blog do GE - Larissa Dantas

Victoria Quae Sera Tamen - Franciel

Eu Sou Vitória - Fábio Monteiro

Vitória - Reinaldo Oliveira

ECV News

ECV 1899

Arena Rubro Negra

Leão Minha Paixão - Valmerson

Viáfara Paredão

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO